ENTREVISTA VÍDEO: Guilherme Lickfold, proprietário da Fábrica de Pão de Ló de Margaride

Felgueiras é uma terra conhecida pelo calçado, mas também pelo famoso pão-de-ló de Margaride. No concelho são várias as empresas que se dedicam à produção deste doce típico, composto apenas por três ingredientes (ovos, farinha e açúcar), que se caracteriza como um doce redondo, alto e fofo, com um buraco ao centro, envolvido no papel em que foi cozido e que, dizem os entendidos, deve ser partido e comido à mão.

 

Mas, a casa mais antiga de fabrico de Pão-de Ló-de Margaride é a Leonor Rosa da Silva, localizada no centro da cidade de Felgueiras.

O início da atividade da empresa, atualmente designada de Fábrica de Pão de Ló de Margaride, data de 1730.

Depois de passar por outros espaços, em 1900, o negócio instalou-se no edifico onde se encontra até aos dias de hoje.

O Expresso de Felgueiras esteve na famosa Casa Museu de Pão-de-Ló Margaride, à conversa com o atual proprietário, Guilherme Lickfold.

Uma entrevista vídeo, ao longo da qual ficamos a conhecer um pouco melhor a história da empresa e as motivações pessoais de quem, atualmente, a gere para dar continuidade ao negócio com quase 300 anos.

Guilherme Lickfold falou-nos do passado, mas também do presente e do futuro da empresa, que é uma das mais antigas de doçaria tradicional em Portugal e que ostenta o título de fornecedora da Casa Real Portuguesa.

As inovações que têm vindo a ser introduzidas no negócio sem nunca alterar a receita da iguaria, as estratégias que foram adotadas para fazer frente às adversidades provocadas pela pandemia, assim como os projetos que estão em mente para revitalizar o negócio.

Foram alguns dos temas abordados nesta conversa, que decorreu entre os lindíssimos fornos e inúmeras formas de barro, um vídeo para visualizar em alta definição a partir das 19:00 desta segunda-feira, no Youtube do Tâmegasousa.pt ou na página do Facebook do Expresso de Felgueiras.

 

Marina Sousa