Escola de Felgueiras do IPP ajuda Ministério Público na análise de provas digitais

Docentes e alunos de informática da escola de Felgueiras do Instituto Politécnico do Porto (IPP) vão colaborar com o Ministério Público na análise de provas em suporte digital, avançou hoje à Lusa fonte do estabelecimento.

De acordo com um protocolo celebrado entre a Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG), situada em Felgueiras, e a Procuradoria-Geral da República (PGR), prevê-se o aproveitamento das competências técnicas do Grupo para o Estudo da Cibersegurança e do Cibercrime daquela escola.

Segundo a fonte, aquele grupo baseia-se “nas competências do corpo docente do curso de Segurança Informática em Redes de Computadores, único do género no país.

Ao abrigo da parceria, os quadros técnicos da escola de Felgueiras vão identificar “um conjunto de peritos para processos judiciais, para colaboração no âmbito processual penal e contraordenacional”.

Vão também ajudar “em situações em que a análise de prova em suporte digital exigir competências específicas e a nomeação de peritos para intervirem nos processos”.

A ESTGF destaca a importância desta parceria com a PGR enquanto sinal de reconhecimento das “competências específicas” do estabelecimento de ensino “na área da informática e das tecnologias da informação e da comunicação”.

No curso de Segurança Informática em Redes de Computadores, que permitiu esta parceira, têm sido formados quadros habitualmente contratados para trabalhar em empresas nacionais e estrangeiras, assinalou ainda a fonte.