Fafe homenageia os Presidentes da República eleitos após o 25 de Abril

O município de Fafe vai homenagear este ano os presidentes da República eleitos após o 25 de Abril, começando com Ramalho Eanes, numa conferência moderada pelo comentador Luís Marques Mendes, informou hoje o presidente da câmara.

 

“Esta vinda dos presidentes é uma coisa que qualquer concelho gostaria de ter, por isso é para nós uma honra”, referiu o autarca, Antero Barbosa, explicando que este ciclo de homenagens ocorre no momento em que serão assinalados 48 anos da “revolução dos cravos”, tantos quantos o país viveu em ditadura.

“Nós gostávamos de poder realizar aqui em Fafe alguma coisa que pudesse andar à volta deste tema, trazer aqui personalidades que nos falassem do tema”, sinalizou, anotando ainda: “É uma conversa em que eles [presidentes], na primeira pessoa, dão o seu testemunho, a sua visão sobre o seu exercício e a forma que veem estes 48 anos de liberdade e democracia”.

Ramalho Eanes, referiu o autarca, confirmou a presença em Fafe no dia 03 de maio para participar na cerimónia a realizar no teatro-cinema daquela cidade do distrito de Braga.

Ao longo de cerca de uma hora, Ramalho Eanes conversará com Luís Marques Mendes, natural daquela cidade minhota, para uma plateia estimada em cerca de 300 pessoas, recordando-se os dois mandatos como chefe do Estado.

O segundo Presidente da República a ser homenageado será Mário Soares, através da presença do seu filho, Mário Soares, no dia 17 de maio, também com moderação de Luís Marques Mendes.

Duas semanas depois será homenageado Jorge Sampaio, com a presença em Fafe da sua esposa, Maria José Rita.

A agenda prevê, também, a homenagem a Cavaco Silva, que já confirmou presença, não estando ainda agendada a sessão.

O ciclo terminará com o atual Presidente, Marcelo Rebelo de Sousa, também em data a acertar com o chefe do Estado.

No final do ciclo será inaugurado por Marcelo Rebelo de Sousa um memorial alusivo ao ciclo de conferências.

“Pretende-se sinalizar, de forma simbólica, algures no centro de Fafe, um espaço dos presidentes da República”, anotou.

Antero Barbosa acentuou, por outro lado, que este tipo de evento será realizado de dois em dois anos, naquela cidade.

“A nossa ideia é iniciar estas conferências, mais de âmbito nacional, com temas desta natureza, de dois em dois anos. Retomaremos estas conferências com outros temas, com outros protagonistas”, explicou, referindo que será feito “o registo dessas intervenções”.

“Depois, para o ano poderemos editá-las numa revista ou boletim”, concluiu.