FC Lixa amealha ponto na deslocação à Foz do Sousa (C/ÁUDIO)

O Futebol Clube da Lixa averbou no terreno do Sousense, na quarta-feira à noite, o segundo empate consecutivo a zero, na partida em atraso da 11ª jornada da Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto (AFP), disputado na Foz do Sousa.

 

O treinador do emblema do concelho de Felgueiras, Filipe Mesquita, confessa que o ponto conquistado na Foz do Sousa é um resultado positivo.

“A 20/25 minutos do final do jogo houve uma paragem de cerca de 10 minutos por causa do nevoeiro. Até aí, o resultado certo era o empate, mas depois da interrupção fomos bafejados com um bocadinho de sorte e com muito compromisso defensivo conseguimos segurar o empate. Foi nitidamente um ponto ganho”, reconhece.

 

 

O FC Lixa, que já tinha registado um nulo no domingo, na receção ao Rebordosa, volta a jogar no próximo domingo em Vila Caiz. Será o terceiro desafio dos azuis e brancos no curto espaço de uma semana.

Filipe Mesquita teme pelo “desgaste físico” dos jogadores. “Se os profissionais se queixam que jogar de três em três dias não é fácil, imagine-se o que é para quem passa o dia todo a trabalhar e ainda tem de jogar ao final do dia. Ainda temos nove jogos para disputar até final de janeiro e poderemos acusar o cansaço”, vincou.

 

 

O FC Lixa, com o ponto conquistado no reduto do Sousense, passou a somar 14 pontos. Ocupa o 11º lugar da tabela classificativa.

Também na quarta-feira à noite, o foi vencer ao terreno do Aliança de Gandra, por 3-2, na partida em atraso da 9ª jornada da Divisão de Elite AFP, o que lhe permitiu abandonar a zona de descida.

A equipa do concelho de Lousada passou a somar 10 pontos e ultrapassou o Sobrado, que caiu para baixo da linha d’água. O Gandra está cada vez mais aflito. Segura a ‘lanterna-vermelha’ sem qualquer ponto. Está já a dez de distância da zona de permanência.