FC Vizela anuncia rescisão com lixense Álvaro Pacheco por “divergência de opiniões”

Álvaro Pacheco foi despedido do comando técnico do Vizela por “divergência de opiniões”. Termina assim uma ligação de três anos e meio ao treinador que levou o clube do Campeonato de Portugal à I Liga.

 

Manuel Tulipa, atual treinador dos sub-23, deverá ser promovido, com caráter definitivo, a técnico da equipa principal.

Álvaro Pacheco, que em 2021 tinha renovado até ao final da presente época, sai sete meses mais cedo.

Em comunicado, a SAD do Vizela anunciou que treinador e clube “chegaram a acordo para o fim do vínculo que ligava as partes até junho de 2023” e explica que “a decisão tem como base, unicamente, a divergência de opiniões em relação ao projeto desportivo do FC Vizela”.

“Neste momento, deve a FC Vizela, Futebol SAD enaltecer e elogiar o trabalho de Álvaro Pacheco ao longos dos últimos três anos e meio, agradecer-lhe por todo o profissionalismo e serviços prestados, sendo certo que o seu nome permanecerá, para sempre, ligado aos maiores feitos desportivos desta sociedade e que o seu percurso nesta casa nunca será apagado”, acrescenta a mesma nota.

Álvaro Pacheco deixa o Vizela no 13º lugar da I Liga, com 15 pontos, seis acima da linha de água. Na última jornada, triunfou em Paços de Ferreira e pôs fim a uma série de três jogos sem vencer.

O Vizela foi eliminado na quarta eliminatória da Taça de Portugal pelo Vitória de Guimarães, após prolongamento, e está igualado com FC Porto, Chaves e Mafra no grupo A da Taça da Liga, com dois pontos.

O técnico, natural da Lixa, assumiu o comando técnico do Vizela na época 2019/20, altura em que o clube disputava o Campeonato de Portugal e conquistou duas subidas consecutivas: à II Liga na primeira época e ao principal escalão na segunda.

Na terceira temporada ao comando dos vizelenses, Álvaro Pacheco garantiu a manutenção na I Liga com um 14º lugar, melhor classificação da história do clube, e ainda chegou aos quartos de final da Taça de Portugal.

O sucessor já está encontrado: Manuel Tulipa. O técnico, de 50 anos, comandava a equipa de sub-23 dos minhotos e vai, assim, “subir um degrau” para a formação principal.

Antes de chegar a Vizela, esta temporada, o antigo médio treinou Ribeirão, Estoril, Trofense, Chaves, Covilhã, passou pelas camadas jovens do FC Porto e comandou os sub-23 do Marítimo (2021/22).