FUTEBOL: 1ª DIVISÃO AFP/SÉRIE 2: Rescaldo da 5ª Jornada (C/ÁUDIO)

 

O Parada pôs cobro à invencibilidade do Marco-09, na 5ª jornada da série 2 da 1ª Divisão da Associação de Futebol do Porto (AFP). A formação do concelho de Paredes impôs ao clube encarnado a primeira derrota da época (2-1).

Todos os golos do desafio foram apontados na segunda parte. O Marco-09 marcou primeiro, mas as alterações produzidas pelo técnico David Barbosa resultaram em pleno e o Parada conseguiu a reviravolta.

“Acho que fui feliz nas substituições que fiz. Alteramos o sistema e os dois jogadores que coloquei em campo fizeram um golo cada”, lembra.

“Foi uma vitória saborosa e difícil. O Marco tem uma excelente equipa e tenho consciência que o empate teria sido mais justo”, reconhece David Barbosa.

O treinador do Marco-09 lamentou a instabilidade que se apoderou da equipa após ter ficado em vantagem no marcador.

“Quando poderíamos estar tranquilos porque conseguimos fazer aquilo que não tínhamos conseguido na primeira parte, aconteceu precisamente o inverso. Ficamos descontrolados”, revela José Oliveira.

“Os golos do Parada são dois erros meus. Eu assumo esta derrota por completo em nome do grupo. Nós perdemos o jogo por minha responsabilidade”, declara.

Apesar do desaire, o Marco-09 manteve o 1º lugar na pauta classificativa, mas agora em igualdade pontual (12) com o vizinho Desportivo da Livração, que recebeu e bateu o Torrados, por 1-0.

“Foi uma vitória justa, mas saborosa porque surgiu no último minuto do jogo”, admitiu o técnico livracense, José Paulo Gonçalves.

“Foi um jogo com muitos momentos de fraca qualidade, fruto das condições climatéricas. Admito que o Torrados em alguns momentos foi melhor do que o Livração, mas sem criar perigo. Nós nos últimos 20, 25 minutos assumimos o jogo por completo, tivemos várias oportunidades para finalizar e não conseguimos. Depois no último lance do jogo acabamos por fazer o golo da vitória. São 3 pontos verdadeiramente saborosos”, reconhece.

No lado do Torrados, o técnico Joaquim Cunha lamentou o golo da derrota sofrido no último minuto da contenda.

“É a segunda vez consecutiva que nos acontece isso. No outro fim-de-semana estávamos a ganhar 2-1 e acabamos por também sofrer um golo nos descontos, de penalti. E hoje, mais uma vez, a infelicidade voltou-nos a bater à porta. Um remate que tabela num jogador nosso e, infelizmente, a bola entrou. Já ninguém estava a contar com isso”, confessa.

O Caide de Rei foi um dos vencedores da jornada. Os lousadenses ganharam na receção ao Roriz (2-1) e isolaram-se na 3ª posição, tendo apenas um ponto de atraso para os líderes Marco-09 e Livração.

O Sobrosa está em franca recuperação. O conjunto do concelho de Paredes já é 4º classificado, após ter triunfado em Salvador do Monte, ante o Salvadorense (1-2). Soma 9 pontos, os mesmos do São Lourenço do Douro que, intramuros, derrotou o Frazão (2-1).

O Lousada B foi a Várzea triunfar, por 0-1.  O Raimonda alcançou a primeira vitória da época, e de goleada (5-1), sobre o Nevogilde.

O duelo entre Lamoso e Lagares finalizou com uma igualdade a uma bola.

 

Luís Miguel Nogueira