FUTEBOL: DIVISÃO ELITE AFP/SÉRIE 2: Rescaldo da 6ª Jornada (C/ÁUDIO)

 

O União de Paredes não desarma e segue firme na liderança da série 2 da Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto (AFP), após seis jornadas decorridas.

A formação paredense soma por vitórias os jogos disputados. Ontem ganhou, por 1-0, na receção ao Paços de Ferreira B. Os pacenses sofreram o segundo desaire consecutivo na prova.

“Foi uma vitória difícil, contra um grande adversário, que tem grande qualidade de jogo, mas é claramente justa. Tivemos todo o controlo do jogo e até merecíamos ter dilatado o resultado”, assegura o treinador do Paredes, Eurico Couto, que continua a recusar assumir o estatuto de candidato à subida de divisão.

“Não estamos a pensar nisso. Temos que aproveitar o momento e começar a pensar já no próximo jogo com o Lixa, que é agora o nosso foco”, refere.

O Paredes lidera a tabela classificativa com 18 pontos, dispondo de três pontos de vantagem sobre o vizinho Aliados de Lordelo, que ganhou o dérbi concelhio, em Recarei, ante o Nun’Álvares, por 0-1.

José António Moreira considera que “o resultado mais justo seria o empate a 3 ou 4 bolas”. Apesar do desaire, o treinador do Nun’Álvares ficou satisfeito com o rendimento da equipa.

“Fomos aquela equipa que fomos habituando as pessoas que vão assistir aos jogos no nosso campo. Conseguimo-lo fazer perante um adversário com enorme qualidade”, sublinha.

Já Pedro Barroso considera que os lordelenses venceram “de forma inquestionável”.

“O resultado não deveria e não merecia, pelo jogo que foi, 0-1. Se calhar, 2-4, 3-4. Não consegui contar, mas tivemos inúmeras oportunidades de golo. O Nun’Álvares também as teve. Foi um jogo muito aberto. Vencemos de forma justa, mas o resultado merecia mais golos”, reconhece o treinador do Aliados.

O Aliados de Lordelo isolou-se no 2º posto da classificação, beneficiando da derrota caseira do Vila Meã (1-2) ante o Rebordosa. Os amarantinos foram ainda alcançados pelo Barrosas que, em casa, derrotou o Vilarinho pela margem mínima (1-0).

O Penafiel B conquistou o primeiro triunfo da época (2-1) na receção ao São Pedro da Cova. “Uma vitória extremamente saborosa”, confessa o técnico rubro-negro, Hugo Neto.

“Era uma vitória que procurávamos há bastante tempo. Ameaçamos na semana passada, mas não conseguimos. Esta semana acabamos por ser premiados com a vitória. Fizemos uma primeira parte de bom nível e muito competente. Na segunda parte, não conseguimos manter o nível, eles conseguiram empatar e o nosso guarda-redes defendeu uma grande penalidade. Depois em período de compensação fizemos o 2-1”, explicou.

A formação secundária penafidelense abandonou a zona de despromoção, para onde caiu o São Pedro da Cova e onde permanece o Nun’Álvares, como lanterna-vermelha.

No Senhor do Amparo, Lixa e Baião não foram além de um nulo. Os lixenses mantiveram o 7º lugar da tabela, com 9 pontos, enquanto os baionenses subiram ao 11º lugar, com 5.

O Ermesinde – Folgosa da Maia também finalizou com uma igualdade, mas a dois golos.

Calica estreou-se com uma vitória no comando técnico do Tirsense. Os ‘jesuítas’ derrotaram o Sobrado, intramuros, por 1-0.

 

Luís Miguel Nogueira