GNR mantém meios para localizar homem que feriu mulher em Felgueiras

Segundo a fonte, "o grau de ameaça" não justifica, para já, o reforço dos meios que têm estado no terreno

A GNR vai manter os meios de busca ao homem que no domingo, em Felgueiras, feriu a mulher e a filha com uma arma branca, continuando o suspeito em parte incerta há mais de 24 horas, disse à Lusa fonte policial.

Segundo a fonte, “o grau de ameaça” não justifica, para já, o reforço dos meios que têm estado no terreno.

Ao longo desta segunda-feira, os militares tentaram, sem sucesso, localizar na zona de Felgueiras o suspeito, de 61 anos, devendo continuar as operações de busca nas próximas horas, incidindo os meios, segundo a GNR, na componente da investigação.

A autoridade policial admite, por outro lado, que a mulher do alegado agressor, ainda internada no hospital de Guimarães, poderá beneficiar de medidas de segurança acrescidas, enquanto o suspeito não for detido.

Segundo os bombeiros de Felgueiras, ouvidos pela Lusa, a agressão terá ocorrido no domingo, cerca das 18:00, tendo o suspeito, na habitação do casal, atingido a mulher, de 39 anos, com uma arma branca. A vítima sofreu ferimentos nas pernas e nas virilhas.

A filha, de 16 anos, também sofreu ferimentos ligeiros.

O homem fugiu após a agressão, encontrando-se em parte incerta.

Na segunda-feira à noite, estiveram no local do crime elementos da Polícia Judiciária.

 

APM // MSP

Lusa/fim.