Hospital de Amarante mais que duplicou as cirurgias de ambulatório desde 2015

As cirurgias de ambulatório do Hospital de São Gonçalo, em Amarante, subiram das 2.738 realizadas em 2015, para as 6.219 feitas em 2019, informou hoje fonte hospitalar, que também assinala ganhos nos internamentos e consultas.

 

Segundo se lê num comunicado do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) enviado à Lusa, a propósito do sétimo aniversário das atuais instalações do hospital de Amarante, que ocorre quarta-feira, a comparação dos resultados entre 2015 e 2019 corresponde ao período de gestão da atual administração liderada por Carlos Alberto Silva.

O Hospital de São Gonçalo integra o CHTS, conjuntamente com o Hospital Padre Américo, em Penafiel. Aquele centro hospitalar serve cerca de 540 mil habitantes da região do Tâmega e Sousa.

Segundo os indicadores hoje divulgados relativos à unidade de Amarante, os doentes saídos de internamento (agudos) subiu dos 1.721, em 2015, para os 1.985, em 2019.

Ao nível das consultas médicas, a evolução no mesmo período foi das 45.886 para as 52.445.

“Gradualmente e de modo consolidado, o Hospital de São Gonçalo tem vindo a ser incluído no roteiro da atividade do CHTS, nas mais diversas valências, havendo cada vez mais especialidades que ali realizam consultas e outros procedimentos”, lê-se no comunicado.

A administração do centro hospitalar assinala que para este ano está previsto o reforço de atividades na unidade de Amarante, dando sequência ao que ocorreu em 2019, com a abertura do polo da clínica do pé diabético e as consultas diferenciadas de pediatria.

APM//LIL

Lusa/fim