Lixa e Barrosas medem forças no domingo em dérbi concelhio

O Futebol Clube da Lixa recebe, no domingo, no estádio Senhor do Amparo, o Centro Recreativo Popular de Barrosas em jogo a contar para a 22 da Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto, num dérbi concelhio sempre apetecível.

O treinador do Futebol Clube da Lixa, Filipe Coimbra, na abordagem à partida, reconheceu que o encontro deste domingo é um jogo especial “derbi” entre duas formações do concelho que se conhecem bem.

“Sabemos que o Barrosas por tradição é uma formação que faz muitos golos fora de casa, mas o Lixa é uma formação que tem valor, dispõe de argumentos e a jogar em casa, diante o seu público, quer obviamente vencer esta partida”, disse.

Ao EXPRESSO DE FELGUEIRAS, o técnico do Lixa revelou que um encontro entre duas equipas do mesmo concelho tem sempre “ambiente especial”.

“Vai ser um jogo difícil, bem disputado, mas vamos encarar este jogo da mesma maneira, dando o nosso melhor, com seriedade”, manifestou.

Alfredo Jorge, do Barrosas, em jeito de antevisão ao encontro, não escondeu que gostaria que o Barrosas saísse do Senhor do Amparo com os três pontos, isto apesar de reconhecer o valor do adversário.

“Sabemos que este é um dérbi com duas equipas que se conhecem bem e que vão entrar dentro de campo com o objetivo de vencer a partida”, adiantou, salientando que a diferença pontual entre os dois conjuntos é mínima, ambas as equipas têm 26 pontos, pelo que se prevê um jogo intenso.

“Espero que seja uma partida bem disputada, sem casos e que a vitória sorria ao Barrosas. No jogo em casa perdemos (0-2) com o Lixa mas dispomos de argumentos para inverter o resultado negativo do primeiro jogo”, reiterou.

Alfredo Jorge destacou, por outro lado, que a falta de eficácia e de soluções para o ataque devido à lesão do ponta de lança Matos que se lesionou contra o Baião e está ainda a recuperar têm penalizado a equipa no aspeto da finalização.

A este propósito sublinhou que na partida com o Vila Meã, que terminou com um empate (1-1), o Barrosas dispõe de várias oportunidades para vencer o encontro.

“O Barrosas marcou aos 20 minutos, mas o Vila Meã, uma equipa sempre muito acutilante, repôs a igualdade aos 38 minutos. Na segunda parte, a partida foi mais equilibrada com as duas formações a tentarem chegar à vitória. O Barrosas não pode perder tantos pontos em casa. Tem de ser mais eficaz no último reduto”, enfatizou.