Lousada quer centro de inovação têxtil para o setor pagar melhores salários

FOTO: Armindo Mendes

O presidente da Câmara de Lousada avançou hoje à Lusa que está a ser trabalhado para o concelho um polo de inovação da indústria têxtil que dê mais competitividade ao setor e permita melhorar os salários.

“Agora o desafio é criar maior valor para que se consiga um setor cada vez mais sustentado e com capacidade para ir subindo gradualmente os salários”, afirmou Pedro Machado.

Falando à Lusa após a inauguração, em Lousada, de uma extensão do Centro de Formação Profissional da Indústria Têxtil, Vestuário, Confeção e Lanifícios (Modatex), o autarca explicou que o futuro centro de inovação é um “desafio ambicioso” e está a ser preparado, envolvendo o Modatex, o Centro de Emprego e Formação Profissional e as associações do setor.

“Será uma escola que pretende apostar sobretudo na inovação, com equipamentos do melhor que existir no mercado. É o grande desafio para o futuro neste setor, porque está mais do que visto que tem potencialidades para gerar mais emprego”, sublinhou Pedro Machado, acrescentando: “Isso não se consegue de um ano para o outro, mas é com passos seguros que podemos contribuir para que esse objetivo venha a ser alcançado”.

A ideia já foi apresentada na Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), prevendo o autarca que possa vir a ser apoiado no âmbito do novo quadro comunitário de apoio (Portugal 2020).

APM // MSP

Lusa/fim