MARCO: Teatro “Entre Espadas e Cruzadas” em Soalhães e Tabuado

O espetáculo será levado à cena na Igreja de S. Martinho de Soalhães, hoje às 21:00 e na Igreja Paroquial de Tabuado, domingo, às 16:00. A entrada é livre

No âmbito da programação “Palcos do Românico”, o município do Marco de Canaveses vai acolher hoje a peça de teatro “Entre Espadas e Cruzadas”, informou fonte da autarquia.

O espetáculo será levado à cena na Igreja de S. Martinho de Soalhães, hoje às 21:00 e na Igreja Paroquial de Tabuado, domingo, às 16:00. A entrada é livre.

“Entre Espadas e Cruzadas” é uma produção original da companhia Teatro do Montemuro, com a participação do Grupo de Dança e Cantares de Soalhães (Marco de Canaveses) e do Rancho Folclórico de Santa Luzia de Airães (Felgueiras).

 

Sinopse:

Um coro de monges prepara-se para ensaiar. Três deles vagueiam pelo espaço. Um escriturário, sentado no canto, vai escrevendo no seu costumeiro como que ninguém desse por ele. De vez em quando espirra para se fazer sentir.

Um arquiteto mais o seu mestre-de-obras entram analisando a obra. Vão falando sobre as alterações que foram feitas ao projeto inicial e as dificuldades que o senhor abade tem tido em compreendê-las.

Pedem a um dos monges que vagueia pelo espaço para o ir chamar. Os ânimos exaltam-se entre o arquiteto e o prior. Ouve-se um som, é anunciada a chegada do aio do rei. O aio vem confrontar o arquiteto, perguntando-lhe por que motivo esta obra ainda não está concluída.

O arquiteto defende-se dizendo que o único culpado é o senhor abade, que não aceita as novas alterações no projeto. O prior defende-se, alegando que as alterações feitas vão contra o acordado no projeto. O aio do rei diz: “a obra tem de ser aprovada e apenas o rei tem poderes para decidir”.