Esperados dezenas de milhar de pessoas nas Festas de S. Pedro

O concelho de Felgueiras volta a comemorar entre os dias 25 e 29 de junho as festas de S. Pedro, com um vasto programa de atividades sendo esperadas dezenas milhar de pessoas ao concelho, prevê o vereador e vice-presidente da Câmara de Felgueiras, João Sousa.
O momento mais alto é a realização do Cortejo das Flores, no feriado municipal, evento único no país, apreciado por inúmeros felgueirense e forasteiros que se distribuem pelas várias artérias da cidade até ao monte de S. Quitéria para ver passar o cortejo.
Segundo João Sousa, trata-se de um momento único vivido com intensidade pela comunidade local que arrasta milhares de pessoas à cidade.
O cortejo integra cerca de dois mil figurantes e tem início no centro da cidade, com o desfile a cumprir o percurso das capelas até Santa Quitéria.
Até chegar à capela de Santa Quitéria, muitos participantes carregam à cabeça cestos de flores que são depositadas junto da imagem da Nossa Senhora.
São muitas centenas de arranjos florais, com dimensões e feitios diferentes, sendo de destacar os cestos de dimensões maiores que são transportados à cabeça pelas mulheres.
Todo o trajeto é feito por homens, mulheres e crianças e reveste-se, segundo o autarca, de um simbolismo religioso inexplicável que é vivido com fervor, mas também com alegria, com os figurantes vestidos com trajes tradicionais, entoando cânticos, enquanto percorrem o percurso que separa a avenida principal da Santa Quitéria.
Cortejo das Flores em Felgueiras 2
Pelo caminho, os grupos que representam as freguesias do concelho, vão cantando e dançando músicas tradicionais.
“Além da dimensão religiosa, o cortejo das flores é um momento de cor, um evento visualmente indescritível que é vivido intensamente pelos participantes”, afirmou.
Outro momento importante da festividade é a realização das marchas populares. Segundo o autarca, vão integrar mais grupos que prometem voltar a animar a cidade e as festividades.
“São sete os grupos que vão integrar as marchas populares”, adiantou, sublinhando ser interesse da autarquia revitalizar esta tradição e conferir dimensão cultural a este evento que é, também, vivido de forma intensa pelos felgueirenses.
“Efetivamente houve uma fase em que houve uma diminuição dos grupos que integravam as marchas, mas este ano, devido ao bairrismo das freguesias, estas vão voltar a adquirir uma expressão maior”, frisou, salientando que são esperadas perto de 10.000 pessoas no dia das marchas.
Participam nas marchas, a Associação da Casa do Povo da Longra; Associação de Pais e Encarregados de Educação do Centro Escolar de Moure; Irmandade da Stª Casa da Misericórdia do Unhão; Fábrica da Igreja P. da Freguesia de S. Miguel de Varziela; Casa Senhora do Alívio Associação de Desenvolvimento Social.
Vão integrar, ainda, o desfile a União das Freguesias Margaride, Várzea, Lagares, Varziela e Moure e a Associação para o Desenvolvimento e Progresso de Várzea.
Marchas em Felgueiras 2
No que toca à componente lúdica, a artista Ana Malhoa é uma das figuras de cartaz do programa deste ano, atuando no dia da abertura da festa, no dia 25 (sábado), à noite, depois das Marchas de S. Pedro e da sessão de fogo de artifício.
No domingo, à tarde, realizar-se-á o Festival de Folclore, a entrega dos prémios do concurso “Pinta a Amizade” e o concerto “Vozes com Talento”. No dia 27 (segunda-feira), à noite, haverá o espetáculo musical Joana Almeida.
Na noitada de S. Pedro, terça-feira, dia 28, destaque para a atuação das bandas de Música de Felgueiras e a da Lixa, seguindo-se o espetáculo musical pelo grupo Dengaz.
Festas de S. Pedro
Seguir-se-á a habitual sessão de fogo de artifício e a Festa da Juventude – “S. Pedro sai à noite”, com animação dj’s.
Segundo o autarca, nos dois espetáculos (Ana Malhoa e Dengaz) são esperadas perto de 100 mil pessoas.
No dia de S. Pedro, feriado municipal, após a realização do Cortejo das Flores, as bandas de música do concelho voltam a atuar e, pelas 17:00, realiza-se a solene procissão em honra ao primeiro Papa da Cristandade.
Ao Expresso de Felgueiras, o vereador sublinhou que as Festas de S. Pedro têm um impacto significativo, nomeadamente ao nível da hotelaria e restauração, atraindo milhares de pessoas ao concelho.
O orçamento para a realização das festas ultrapassa os 100.000.