Nova Escola Profissional do Tâmega e Sousa vai ter sede na Lixa

A nova Escola Profissional do Tâmega e Sousa vai ter a sua sede na Lixa, Felgueiras, prevendo os seus responsáveis que o estabelecimento inicie a sua atividade no próximo ano letivo, avançou hoje fonte do projeto.

De acordo com um comunicado enviado à Lusa, pretende-se que este projeto, já formalmente constituído, seja “uma aposta clara na diferenciação e na diversificação da oferta formativa”.

As instalações da escola ficarão situadas na Praça do Comércio, no centro da Lixa.

Na fase de instalação, o estabelecimento de ensino profissional terá capacidade para 334 alunos.

Entre as personalidades fundadoras do projeto, conta-se o docente Valdemar Sousa, que foi durante vários anos diretor pedagógico da Escola Profissional de Felgueiras.

Os promotores sublinham o facto de ter sido possível “resgatar para o território uma das escassas novas escolas profissionais do país”, o que se deve, acrescenta-se no comunicado, “às capacidades e competências reconhecidamente validadas” dos fundadores.

A oferta formativa vai incidir nos sectores agroindustrial, vinho, design, moda, comércio, turismo e património cultural.

Aquelas apostas decorrem, segundo o comunicado, de um diagnóstico regional e de uma estratégia de atuação com o objetivo de promover a qualificação da empregabilidade do Tâmega e Sousa”

O projeto ambiciona tornar-se “numa escola de referência na formação profissional” e assumir a “liderança na qualificação dos jovens e adultos da comunidade”, num contexto de parcerias com o meio local, envolvendo empresas, autarquias e outras entidades ligadas ao território e ao fenómeno educativo.

APM // JGJ

Lusa/Fim