Novo líder do PSD Felgueiras ainda “atordoado” agradece confiança

O novo presidente da Comissão Política Concelhia do PSD de Felgueiras, Vítor Vasconcelos, confessou ao Expresso de Felgueiras que ainda se “sente um pouco atordoado com o rápido desenvolvimento dos acontecimentos”.

 

Eleito presidente aquela estrutura partidária no sábado, o também presidente da Junta de Freguesia de Airães, revelou que a “primeira palavra é de agradecimento pela confiança expressiva dos militantes na sua candidatura e na sua equipa”

“Apesar da difícil contextualização política, procurarei tentar honrar a confiança depositada com muito empenho, trabalho e seriedade”, disse.

O novo presidente eleito encabeçou a lista única a sufrágio.

Ao Expresso de Felgueiras, Vítor Vasconcelos abordou o processo de preparação da lista e os objetivos para o mandato.

“A nossa preocupação foi a de tentar formar uma equipa, precisamente com esse objetivo de trabalhar em equipa, em prol de um denominador comum: a afirmação da qualidade de vida dos felgueirenses”, disse.

E acrescentou: “Vamos procurar estar focados em alcançar, conjuntamente, uma visão alternativa para Felgueiras”.

A nova equipa do PSD pretende apoiar os autarcas do partido até ao final do mandato, garantindo a honra da confiança dos eleitores.

Fazem parte dos objetivos de Vítor Vasconcelos “uma restruturação interna do partido, mobilizando-o, se possível, numa perspetiva distrital e nacional, criar espaços de diálogo e discussão interna, reforçar a necessidade de pensar os investimentos públicos numa lógica intermunicipal, e, finalmente, asseverar a dignidade de uma candidatura às Autárquicas de 2021”.

“Mais do que tudo, este deverá ser um período de transição para entregar, em 2021, o PSD Felgueiras a novos e valorosos quadros políticos, num diálogo permanente e intergeracional entre os mais jovens e os mais experientes”, defendeu.

 

Vítor Vasconcelos assegura que não terá preconceitos em elogiar ou criticar positivamente a ação do atual executivo

Questionado sobre a trabalho que o atual executivo, liderado por Nuno Fonseca, está a realizar, o novo presidente do PSD de Felgueiras disse que “é um mandato que respeita, da vontade popular expressa democraticamente em eleições”

“Em equipa, no pluralismo de opiniões, procuraremos criar os devidos momentos conjuntos de avaliação da gestão municipal”, frisou, garantindo: “de forma assertiva, pragmática e civilizada, não teremos preconceitos em elogiar ou criticar positivamente, com alternativas, a ação autárquica”.

 

“Dificilmente me revejo numa candidatura à Câmara Municipal de Felgueiras”

Vítor Vasconcelos venceu a eleição com 80% dos votos, mas quanto à possível candidatura à Câmara de Felgueiras, diz “considerar-se uma pessoa inconformada”.

“Dificilmente me revejo numa candidatura à Câmara Municipal de Felgueiras”, disse.

“A seu tempo, garantidamente que os militantes, autarcas e os órgãos concelhios e distritais do PSD apresentarão uma solução de alternativa positiva para a gestão autárquica de Felgueiras, recheada de novos projetos e visões, com um redobrado sentido de espírito de missão, em que procuraremos incluir os mais bem preparados para a galvanização da qualidade de vida do concelho de Felgueiras e, sobretudo, para se centralizarem sinergias para lutar pela afirmação política da região do Tâmega e Sousa”, disse a concluir.