Nuno Fonseca preocupado com aumento do desemprego no concelho (C/ÁUDIO)

Nuno Fonseca na visita do ministro da Economia. FOTO: Armindo Mendes

O presidente da Câmara de Felgueiras, Nuno Fonseca, disse hoje estar preocupado com a taxa de desemprego no concelho, que era das mais baixas do país antes da pandemia, prevendo que ocorra um aumento nos próximos meses.

 

“Preocupa-nos a situação do desemprego e sabemos que vai aumentar”, adiantou o autarca em declarações aos jornalistas, no dia em que o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, visitou o concelho, onde admitiu que o setor do calçado enfrenta dificuldades aceleradas pela pandemia.

 

 

Nuno Fonseca recordou que, face às dificuldades do setor do calçado, que tem naquele concelho o maior polo produtor e exportador nacional, a “visita do ministro trouxe algum conforto”.

“Percebemos que o Governo está atento à nossa indústria, sobretudo a do calçado, mas é preciso criar medidas para ajudar as empresas e as famílias que estão em situação de desemprego”, reafirmou.

O ministro Pedro Siza Vieira disse na quarta-feira, em Paredes, que o pacote financeiro negociado recentemente pelo Governo com a União Europeia permitirá realizar obras para potenciar a competitividade da economia de concelhos industrializados.

 

NOVO PACOTE DE AJUDAS EUROPEIAS PODE AJUDAR NA LINHA DO VALE DO SOUSA

Para Nuno Fonseca, a declaração do governante é positiva, sinalizando a questão da Linha do Vale do Sousa, uma nova infraestrutura ferroviária que as câmaras da região têm reclamado do Governo, que pode ser apoiada pelos fundos europeus.

“Se for possível aproveitar este pacote financeiro que Portugal vai beneficiar seria ótimo, para não se perder a oportunidade de ter a ligação”, disse, lembrando que vai ser realizado pela Infraestruturas de Portugal um estudo prévio sobre aquela linha férrea que ligaria Felgueiras à Área Metropolitana do Porto.

O presidente da autarquia acompanhou hoje o ministro da Economia na visita a Felgueiras | FOTO: Armindo Mendes
O presidente da autarquia acompanhou hoje o ministro da Economia na visita a Felgueiras | FOTO: Armindo Mendes

Apesar da importância da Linha do Vale do Sousa para a região e para Felgueiras, Nuno Fonseca diz haver “medidas mais prementes e imediatas” para serem adotadas, como a isenção de taxas nas autoestradas A41/A42, para as empresas, que tem sido pedida à tutela.

Questionado, por outro lado, sobre o ponto em que se encontra o dossier da via de ligação da zona industrial de Cabeça de Porca à autoestrada, adiantou que o processo está a evoluir conforme previsto.

“Penso que esta ligação [início da obra] será uma realidade ainda no decorrer deste mandato autárquico”, referiu, indicando que a Infraestruturas de Portugal está a trabalhar com a Agência Portuguesa do Ambiente na questão do impacto ambiental da obra, para a qual já há projeto definido e financiamento assegurado.