Nuno Fonseca promete soluções para “constrangimentos” de estacionamento nos novos arruamentos

Nuno Fonseca diz que é ouvindo os felgueirenses que são tomadas “as decisões mais acertadas” e “resolvidas as dificuldades”, como as que têm decorrido das obras em curso no centro da cidade | FOTO: Armindo Mendes

O presidente Nuno Fonseca disse hoje que a câmara municipal está a tentar encontrar soluções para os constrangimentos de estacionamento de viaturas nos novos arruamentos, na zona da Igreja Matriz de Margaride.

 

“Queremos encontrar respostas para estas necessidades”, referiu, depois de vários populares terem manifestado preocupação ao chefe do executivo com a possibilidade de poder haver menos lugares de estacionamento quando as obrar em curso estiverem concluídas.

O autarca falava na sessão de esclarecimento organizada por iniciativa do município, que decorreu na Casa do Cruzeiro, da Paróquia de Margaride, na qual participaram algumas dezenas de moradores e comerciantes daquela zona da cidade.

Vários populares não disfarçaram a preocupação e deixaram reparos à forma como as obras têm evoluído, sobretudo os atrasos e as dificuldades de estacionamento | FOTO: Armindo Mendes
Vários populares não disfarçaram a preocupação e deixaram reparos à forma como as obras têm evoluído, sobretudo os atrasos e as dificuldades de estacionamento | FOTO: Armindo Mendes

 

Aos munícipes, Nuno Fonseca disse estar sempre disponível para ouvir as reclamações da população e por isso estava na sessão de esclarecimento para “encontrar as melhores soluções” | FOTO: Armindo Mendes
Aos munícipes, Nuno Fonseca sublinhou estar sempre disponível para ouvir as reclamações da população e por isso estava na sessão de esclarecimento para “encontrar as melhores soluções” | FOTO: Armindo Mendes

 

Explicou depois que o conceito atual de remodelação dos arruamentos, por imposição dos fundos comunitários, obriga a limitações no acesso de viaturas aos centros das cidades, inclusive ao nível do estacionamento, porque privilegiam a circulação pedonal, como acontece noutras cidades.

Apesar disso, reforçou, tudo tem sido feito em Felgueiras “para encontrar alternativas e facilitar a vida das pessoas”. A criação de um parque para mais de três dezenas de viaturas, nas traseiras do antigo café Cari, é uma das soluções contempladas neste projeto. Mas há outras que estão a ser pensadas, indicou.

 

OBRAS VÃO COMEÇAR NA RUA COSTA GUIMARÃES – MORADORES E COMERCIANTES ESTÃO PREOCUPADOS

 

Alguns populares também se queixaram do atraso das obras na área envolvente à igreja e os constrangimentos que a situação tem provocado, sobretudo a moradores e comerciantes, impedidos de estacionar os seus automóveis, entre outros incómodos.

“Há um ano que estamos a apanhar lama e pó”, disse um munícipe.

O presidente da câmara reconheceu o problema e recordou que já foi exigido ao empreiteiro que conclua o mais rapidamente possível os trabalhos, “que estão, de facto, atrasados”.

Reforçou, depois, que o executivo recusou, recentemente, um pedido da construtora para que o prazo da obra fosse prorrogado por 240 dias, lembrando que haverá penalizações para a empresa se não for cumprido o que estava previsto no concurso público.

“Vamos esperar até à Pascoa. Se ele [construtor] não o fizer, será penalizado”, reforçou Nuno Fonseca.

O vereador Joel Costa disse que tudo tem sido feito para atender às reclamações dos munícipes | FOTO: Armindo Mendes
O vereador Joel Costa destacou que tudo tem sido feito para atender às reclamações dos munícipes | FOTO: Armindo Mendes

 

O vereador das Obras, Joel Costa, já tinha dito na sessão de esclarecimento haver a expetativa de que as obras estejam concluídas até à Páscoa, inclusive na Rua Costa Guimarães, cujos trabalhos vão começar nos próximos dias.

Aquela rua passará, disse o autarca, a ter passeios mais largos para privilegiar os peões e as zonas de lazer.

A circulação vai manter o sentido descendente, mas a velocidade máxima diminuirá para os 30 quilómetros por hora.

Alguns moradores e comerciantes presentes na reunião manifestaram preocupação com a questão do estacionamento naquela artéria e foi dito por Joel Costa que haverá alguns lugares junto ao antigo café Cari e na Casa do Pão de Ló, além do parque de estacionamento que vai ser construído nas traseiras do arruamento.

No final, o presidente da câmara pediu compreensão aos munícipes, dizendo esperar que os “dissabores atuais para todos” sejam compensados quando as obras estiverem concluídas e “as ruas ficarem mais bonitas”.