O melhor é estar atento!…

Feliz Ano Novo!

Ao longo dos 12 meses de 2021 (ano velho já) fomos antecipando, desejando, prevendo, esperando o fim da pandemia, inundados pelos mídia em números e detalhes da infeção, comentários e opiniões de cidadãos “comuns” reconvertidos em epidemiologistas, que mais do que informação contribuíram em muitos casos de forma errática para: desinformação.

 

Mas, submersos na vontade dos órgãos de comunicação social, alguns, ou muitos, assuntos importantes para as nossas vidas, e mais importante ainda, para as gerações vindouras foram passando ao lado da nossa atenção. Como por exemplo?…

… Como por exemplo o parecer “favorável” da Câmara Municipal de Felgueiras para a prospeção de lítio na área denominada “Seixoso-Vieiros”. O Executivo liderado por Nuno Fonseca “não se opõe à prospecção de lítio onde já existe exploração minéria (…) desde que sejam observados os elementos que constam no PDM”.

Isto mesmo… Enquanto por exemplo as autarquias de Amarante e Mondim de Basto, entre outras, assumiram uma posição inequivocamente desfavorável à proposta de lítio nos seus concelhos, em Felgueiras, um parecer político, “mascarado” de técnico, “aconselhou” o executivo da coligação Livre/Partido Socialista a assumir a postura: “NIM”.

Por um lado não se compromete com o Sim pelos detalhes do “parecer técnico”, mas, não assume o Não, obviamente pelo compromisso que Nuno Fonseca tem com as estruturas do Partido Socialista. E das Juntas de Freguesia abrangidas nesta área apenas… Silêncio!

A nova Presidente da Junta de Pinheiro eleita pela coligação partidária Sim Acredita está comprometida com a estrutura pela qual foi eleita, e antes de mais tem que resolver por determinação judicial a composição/eleição do executivo da Junta de Freguesia sob pena de consequências bem mais gravosas, como por exemplo os atos praticados pela Junta de Freguesia em funções serem declarados nulos. O Presidente da Junta da União de Freguesias de Caramos-Macieira da Lixa é Adjunto do Presidente da Câmara…. E, em Borba de Godim, o Executivo da União de Freguesias da Lixa está obviamente “alinhado”!

Entretanto, o Executivo Municipal liderado por Nuno Fonseca “aceitou” a prospeção de lítio na área denominada por Seixoso-Vieiros, e que abrange uma parcela muito significativa do concelho de Felgueiras, de mais de 5 mil hectares.

Num momento em que são mais do que evidentes as alterações climáticas e o impacto da ação humana na exploração de recursos naturais, com impacto ecológico na fauna, na flora, nos ecossistemas, na sustentabilidade, é incompreensível que Felgueiras tenha tomado esta posição. Mais ainda, quando são notórias as intervenções ambientalmente negativas que vão acontecendo por exemplo no Seixoso e em Santa Quitéria, ou a falta de intervenções (prometidas mas não cumpridas) por exemplo em Jugueiros…

Mesmo que isto seja feito ao abrigo de um “novo” Plano Diretor Municipal que à medida que vai sendo conhecido em maior detalhe causa alguma estupefação negativa!

Por mais voltas que tentem dar, e por mais escondido que se tente manter o tema, é necessário vocalizar e estar atento porque a extração de lítio não tem impacto neutro para o ambiente uma vez que envolve a lixiviação em meio ácido, com utilização por exemplo de ácido sulfúrico, e não existem ainda estudos que demonstrem os impactos a médio e longo prazo da prospecção e mineração do lítio… E ser “Nim” não é ambientalmente aceitável!

 

Logo, obviamente contra!