Penacova admite abandonar campeonato de futebol popular de Felgueiras

O presidente do Grupo Desportivo de Penacova, Fortunato Costa, disse ao Expresso de Felgueiras, que o clube está a ponderar deixar o campeonato de futebol amador de Felgueiras, na sequência da decisão do órgão que superintende o futebol amador no concelho de  retirar três pontos ao Grupo Desportivo.

Em causa está, esclareceu o dirigente do Penacova, a utilização de um jogador a mais no partida entre o Penacova e o Varziela, à segunda jornada, a contar para o campeonato, contra o que estabelece o regulamento da competição que permite a utilização de quatro suplentes e não cinco.

Ora, no jogo com o Varziela, a formação do Penacova terá feito cinco substituições contra as quatro que são permitidas pelo regulamento.

“Assumimos a decisão de para o ano não participarmos no campeonato de futebol popular”, afirmou, estranhando que a decisão da Federação de Futebol Popular de Felgueiras tenha sido anunciada numa fase crucial da prova.

“Faria mais sentido que nos tivessem retirado os três pontos, logo após o jogo com o Varziela e não nesta fase, quando faltam poucos jogos para o fim do campeonato”, salientou.

O dirigente do Penacova realçou, por outro lado, que o clube só teve conhecimento da decisão da estrutura que gere o futebol popular de Felgueiras no dia 11 de abril, por email.

Referindo-se à penalização decretada pela Federação de Futebol Popular de Felgueiras ao clube, Fortunato Costa disse estranhar que apenas o Penacova tenha sido castigado quando esta situação já ocorreu noutros jogos sem que os clubes, que infringiram as regras, tivessem sido castigados.

“O Unhão e mesmo o Pombeiro já incorreram na mesma infração e não sofreram qualquer sanção. O Lagares fez um jogo com um jogador castigado e em vez de penalizarem o clube optaram por castigar o atleta com dois jogos”, sustentou, sublinhando que os clubes não são tratados da mesma forma.

“No jogo da Taça entre o Penacova e o Lagares, a formação do Lagares assim que sofreu o segundo golo, abandonou o recinto e jogo, bateram no bandeirinha e o clube não sofreu qualquer castigo”, acrescentou.

O dirigente do Penacova lamentou, por outro lado, a “falta de organização”, que existe no futebol popular em Felgueiras e estranha que os clubes não tenham acesso à informação no que toca aos jogos das equipas, à pontuação e aos castigos e sanções que são aplicados.