PJ consultou processos na Câmara de Fafe mas município declara nada ter a temer

FOTO: Armindo Mendes

A Câmara de Fafe confirmou hoje que a Polícia Judiciária (PJ) esteve na autarquia a consultar processos, assinalando o município que se trata de dossiês “transparentes” e que, por isso, nada ter a temer.

“Os processos em causa, com mais de dois anos e já terminados, passaram por todos os mecanismos legais de contratação pública, inclusive com visto favorável do tribunal de contas”, lê-se num esclarecimento enviado à agência Lusa. O município declara, também, estar “tranquilo” e nada temer, frisando haver “sempre total disponibilidade para colaborar e esclarecer as entidades competentes”.

A posição da Câmara de Fafe ocorre depois de o jornal “Correio da Manhã” ter noticiado que a PJ esteve nos Paços do Concelho a consultar os processos de adjudicação do edifício multifuncional e da iluminação do parque da cidade.

No esclarecimento da autarquia, refere-se que não se tratou de uma busca e que também “não foi apreendida qualquer documentação”.

“Apenas foi efetuada a consulta dos processos. Ninguém da autarquia foi ouvido”, acrescenta-se, reforçando-se que os processos consultados pela PJ são “públicos, transparentes e acessíveis a qualquer cidadão”.

Para a Câmara de Fafe, “é muito estranho que, a quatro meses das eleições, apareçam ‘coincidências’ que certamente servirão outros interesses”.

 

APM // MSP

Lusa/fim