Plano de Proteção do Rio Tâmega arranca com intervenção da Ínsua dos Frades

A Câmara de Amarante anunciou hoje que arrancaram os trabalhos de limpeza e tratamento da Ínsua dos Frades, no rio Tâmega, que preveem a instalação de um passadiço flutuante, permitindo a ligação entre as margens e a Ínsua.

O passadiço tem como objetivo aumentar a utilização do rio, da ínsua e permitir a passagem entre as margens. Nesse sentido, prevê-se a sua utilização entre os meses de maio e setembro de cada ano, salvo condições climatéricas adversas.

Na segunda fase da intervenção, as operações de preservação e limpeza, irão contemplar cortes seletivos de vegetação com podas, contenção de espécies vegetais exóticas e invasoras. Serão ainda, realizadas atividades de acompanhamento e formação da equipa técnica de intervenção e de fiscalização.

Os trabalhos estão a ser desenvolvidos por pessoal técnico qualificado, com formação específica e resulta de um projeto multidisciplinar. Tendo por base indicadores ecológicos, económicos e sociais, todas as atividades serão acompanhadas, monitorizadas e avaliadas, de forma a garantir o sucesso.

A intervenção está a ser supervisionada pelo especialista Pedro Teiga, para garantir o rigoroso cumprimento da Diretiva Quadro da Água e Lei da Água, e para implementar os objetivos de melhoria do funcionamento hidráulico, ecológico e social, no sentido de melhorar e contribuir para restabelecer as funções ecossistémicas do corredor ecológico, promovendo o envolvimento da população local.

O município de Amarante pretende incluir no Plano de Proteção do Rio Tâmega, uma metodologia geral de reabilitação de rios e ribeiras, padronizada, a fim de minimizar lacunas de recolha de dados, de estruturação, de organização e de decisões intermédias fundamentais. Esta metodologia também possibilitará elaborar bases de dados padronizadas para a investigação, para a comparação de resultados, replicar modos de atuação e análises de resoluções de problemas comuns.

Tendo por base a premissa de que rios de boa qualidade permitem criar valor, aumentar os benefícios para a população e concretizar a sustentabilidade local, o executivo municipal começa assim a concretizar um dos seus maiores objetivos políticos, assessorado por um dos maiores especialistas nacionais.