PS de Felgueiras apresenta medidas para o orçamento municipal 2021

O Partido Socialista de Felgueiras apresentou um conjunto de medidas para o orçamento municipal de 2021, que visam minimizar o impacto da covid-19 nas empresas, famílias e instituições, informou fonte do partido.

 

Em comunicado, o PS destaca a valorização e o incremento do apoio às famílias, às instituições humanitárias e de solidariedade social e às PME’s, “como forma de ultrapassar as dificuldades do presente e projetar o desenvolvimento futuro”.

“Apresentamos propostas realistas que podem ser concretizadas sem pôr em causa a sustentabilidade económica e financeira do município e o futuro da autarquia”, acrescentam.

Fazem parte das propostas dos socialistas de Felgueiras a isenção da derrama na taxa mínima de 1%, para empresas com volume de negócios até 150.000 euros, a manutenção e reforço das verbas para incentivos à natalidade, às crianças e aos idosos e, em geral, às famílias.

O PS sugere, ainda, a criação, em colaboração com a ARS Norte e com o ACES, de um reforço nos cuidados primários de um serviço de saúde oral no concelho.

Às instituições sociais e aos bombeiros, o PS defende o reforço de verbas e para o comércio local e restauração a criação e implementação de medidas de apoio e incentivo.

O PS apresentou, ainda, proposta para reforçar a aposta na expansão da rede de saneamento e a redução, para a taxa mínima, do IMI (0,3%) com dedução para as famílias com dependentes.

No comunicado, o PS de Felgueiras lamenta “que a oposição ao executivo municipal apresente propostas que colocam em causa a sustentabilidade e o equilíbrio financeiro do Município”.

“Não se compreende como é possível reduzir a receita em três milhões de euros e aumentar a despesa em mais de cinco milhões de euros”, referem, acrescentado que “o PS não se revê em propostas populistas e demagógicas que pretendem confundir os felgueirenses”.