PSD critica “satisfação” do presidente do CETS face aos descontos nas portagens

O PSD de Felgueiras criticou, em comunicado, a posição de Emídio Monteiro, presidente do Conselho Empresarial do Tâmega e Sousa (CETS) e presidente da Associação Empresarial de Felgueiras, face ao anúncio do Governo sobre os descontos nas portagens.

 

Os sociais democratas dizem-se “espantados” pelo registo com “satisfação” daquele dirigente sobre as medidas propostas pelo Governo.

“Como é que é possível que o representante dos empresários do concelho e da região afirme a sua “satisfação”, em comunicado escrito, quando maioritariamente condenamos a desconsideração governamental de não incluir nas vantagens de descontos nas portagens as empresas de Felgueiras”, refere o PSD no comunicado.

Os sociais democratas contestaram o facto do Governo PS não ter incluído o concelho de Felgueiras nas vantagens de descontos nas portagens, aos utilizadores frequentes, nos troços da A11, A42 e A41.

“Posteriormente, o presidente da Câmara Municipal de Felgueiras, minutos antes de uma sessão da Assembleia Municipal, também condenou o Governo socialista por o concelho ter sido esquecido nos descontos das portagens”, revela o comunicado.

Na Assembleia Municipal de Felgueiras, realizada na sexta-feira, foram aprovados, por maioria, três votos de protesto contra o Governo PS “por se ter esquecido da população do concelho de Felgueiras nos ditos descontos das portagens”.

Perante as posições das entidades do concelho, que defendem descontos que favoreçam também Felgueiras, o PSD considera que a posição do presidente do CETS e da Associação Empresarial de Felgueiras faz com que “perca toda a credibilidade de representatividade dos empresários de Felgueiras”.

Dirigente não comenta posição do PSD

Contactado pelo Expresso de Felgueiras, Emídio Monteiro recusou comentar a posição do PSD, alegando: “Respeitando democraticamente a pluralidade de opiniões, o Conselho Empresarial do Tâmega e Sousa, dada a sua missão e propósitos institucionais, não comenta comunicados de forças partidárias”.