PSD/Felgueiras quer tribunal a esclarecer possível perda de mandato em Penacova

O PSD/Felgueiras vai pedir ao Ministério Público que se pronuncie sobre eventual perda de mandato do presidente da Junta de Penacova, eleito por aquele partido, mas que integra desde 01 de fevereiro um órgão de direção do PS local.

 

Vítor Vasconcelos, presidente da concelhia social-democrata, disse hoje haver dúvidas em relação à possibilidade de perda de mandato de José da Costa Ferreira, autarca em Penacova, por alegadamente se ter filiado no PS, depois de eleito presidente de junta, em 2017, em lista do PSD.

Acresce que José da Costa Ferreira tem atualmente assento na direção de um partido diferente (PS) daquele pelo qual foi eleito para funções na freguesia (PSD).

A direção concelhia do PSD deliberou, entretanto, por unanimidade, retirar a “confiança política” àquele presidente da junta.

“Porque consideramos que a transparência deve ser a regra na democracia, a decisão surge da evidente participação pessoal e pública em lista recentemente eleita à Comissão Política Concelhia do PS Felgueiras, no passado dia 1 de fevereiro”, pode ler-se num comunicado.

O PSD expressa “o lamento pela decisão assumida, em especial à população da freguesia de Penacova”.

Daquela decisão de retirada da confiança política “serão informados o presidente da Assembleia Municipal de Felgueiras e o presidente da distrital do Porto do PSD Porto, acrescenta-se no comunicado.

Autarca disse que já era militante do PS quando foi eleito na Junta em 2017

O presidente da Junta de Penacova, ouvido hoje pela agência Lusa, esclareceu que quando foi eleito numa lista do PSD, em 2017, era militante do PS. Os seus colegas no executivo (secretário e tesoureiro) também eram militantes ou simpatizantes socialistas, reforçou.

“Isso era do domínio público”, acentuou, frisando que, por isso, não há razões para perda de mandato. Disse também que informou recentemente o PSD sobre o facto de ter sido eleito para a direção da concelhia do PS, dando indicação para que deixe de integrar a bancada social-democrata na assembleia municipal.

Armindo Mendes/LUSA