Rali de Portugal 2021 quase na estrada

O Rali de Portugal 2021, integrado no Campeonato do Mundo de Ralis (WRC), irá para estrada na quinta-feira, com o Shakedown em Baltar.

 

Esta é a última oportunidade para os pilotos e equipas efetuarem os derradeiros testes e afinações nos seus carros. Desta vez não foi permitida a presença de público, ao contrário do que aconteceu em anos anteriores, onde este derradeiro teste foi a primeira oportunidade para ver os concorrentes em ação.

 

 

Itinerário

Competitivamente o Rali de Portugal disputa-se de sexta (21 de maio) a domingo (23 de maio) com início na Lousã e final em Fafe/Lameirinha. O primeiro dia (sexta-feira, 21 de maio) será disputado na zona centro, nas classificativas de Arganil, Góis, Lousã e Mortágua, e termina com a Super-Especial de Lousada na Pista da Costilha que terá presença de público nas bancadas. No segundo dia de prova os pilotos rumam a Norte, percorrendo as classificativas de Vieira do Minho, Cabeceiras de Basto e Amarante (classificativa mais extensa com quase 38 km), terminando o dia competitivamente com a Super-Especial do Porto na zona da Foz, sem público por opção da organização. Quanto ao terceiro e último dia de rali, os concorrentes disputarão, praticamente ao sprint, as classificativas de Santa Quitéria/Felgueiras, Fafe/Montim e Fafe/Lameirinha, terminando o dia e a prova com a Power Stage de Fafe/Lameirinha. A consagração do vencedor será feita na marginal de Matosinhos.

 

Competição ao rubro

A lista de inscritos é composta por mais de 80 equipas, sendo que os principais protagonistas do rali deverão ser os pilotos das equipas oficiais da Hyundai e da Toyota, sendo que o quarteto Sebastien Ogier (Toyota Yaris WRC), Elfyn Evans (Toyota Yaris WRC), Thierry Neuville (Hyundai i20 WRC) e Ott Tanak (Hyundai i20 WRC) terá destaque na luta, mas com o experiente espanhol Dani Sordo (Hyundai i20 WRC) e com Kalle Rovanpera (Toyota Yaris WRC) na perspetiva de um bom resultado final.

Entre os portugueses, tendo como exemplo a disputa no Rali Terras D’Aboboreira, na luta pelos lugares cimeiros estarão os pilotos dos Skoda Fabia Rally 2 Armindo Araújo, Ricardo Teodósio e Miguel Correia, e a dupla dos Magalhães: Bruno e Carlos da equipa oficial da Hyundai Portugal em Hyundai i20 R5. Curiosidade para a presença do treinador de futebol André Villas-Boas ao volante de um competitivo Citroen C3 Rally2, e destaque negativo para a ausência de Pedro Meireles em VW Polo GTi R5 por motivos físicos.

 

Público presente, mas com limitação

As autoridades de saúde autorizaram a presença de público nas classificativas do Rali de Portugal, mas apenas nas Zonas Espetáculo (não é permitida a presença ao longo das classificativas), que terão limitação de lugares, controlo de acessos e regras de comportamento sanitário (distanciamento social e uso de máscara). Assim que numa Zona Espetáculo é atingido o limite de lugares não será permitida a entrada de mais espectadores e para informação ao público foi criado um sistema de semáforos virtual, semelhante ao existente nas praias, sendo que no caso do Rali de Portugal a organização criou um grupo na aplicação Telegram (https://t.me/s/rallypt2021) e informações nas redes sociais: Facebook e Twitter para partilha desta informação.

A operação de segurança no Rali de Portugal envolve 2.900 militares da GNR.

 

 

Hélder Quintela