Rali Terras D’Aboboreira: competição e emoção até ao fim

O vencedor à geral do Rali Terras D’Aboboreira, primeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR), foi o norueguês Ole Christian Veiby em Hyundai i20, mas foi uma vitória muito suada pois os sete primeiros da classificação terminaram separados por menos de 40 segundos, e onde Miguel Correia navegado pelo amarantino António Costa em Skoda Fabia foram a revelação da prova, com um andamento muito forte que lhes permitiu serem o mais rápidos à geral na classificativa do Marão, no início do segundo dia do rali.

 

Este rali inaugural do campeonato organizado pelo Clube Automóvel de Amarante, disputado nas classificativas de terra dos concelhos de Amarante, Baião e Marco de Canaveses, teve uma lista de inscritos de luxo, com a presença de pilotos internacionais que participam regularmente no Campeonato do Mundo de Ralis (WRC), e que ocuparam as 3 primeiras posições da classificação à geral: Ole Veiby (1.º), Pepe López em Skoda Fabia (2.º), e Chris Ingram em Skoda Fabia (3.º).

 

Ricardo Teodósio o mais rápido entre os portugueses

Mas, se os pilotos internacionais ocuparam as posições cimeiras no final do Rali Terras D’Aboboreira, a verdade é que tiveram grande oposição por parte dos melhores pilotos nacionais, tendo Ricardo Teodósio em Skoda Fabia vencido na classificação reservada ao CPR, sendo o 4.º da classificação geral a apenas 0,8 segundos de Chris Ingram, e com 8,3 segundos de vantagem para o segundo melhor português que foi Armindo Araújo também em Skoda Fabia. O degrau mais baixo do pódio entre os portugueses foi ocupado pela dupla Miguel Correia/António Costa, que garantiram um pódio português dominado pelos pilotos que utilizam os Skoda Fabia. Logo a seguir (4.º) terminou a dupla do Team Hyundai Portugal em Hyundai i20, Bruno Magalhães navegado pelo experiente navegador felgueirense Carlos Magalhães que no final da prova considerou que “estamos melhor, o carro está melhor, e estamos muito mais próximos dos nossos adversários, inclusive conseguimos bater alguns em algumas classificativas.” A equipa vice-campeã de ralis aguarda a chegada do novo carro da Hyundai, o i20 Rally 2, e Carlos Magalhães revelou que “estamos todos ansiosos pela chegada do novo carro, na expectativa da posição em que nos vamos colocar no carro novo, mas as expectativas são boas”.

 

Adruzilo Lopes segundo no Campeonato Norte de Ralis

Este rali foi também pontuável para o Campeonato Norte de Ralis, e se em Vieira do Minho o felgueirense Adruzilo Lopes tinha sido o mais rápido impondo-se a Fernando Peres, desta vez vitória para o piloto-dentista por 19 segundos. No entanto, apesar do 2.º lugar entre os concorrentes do regional Norte, Adruzilo Lopes considerou que “foi um bom rali, bem disputado, em que dei o máximo, e é um excelente resultado para o campeonato”. O ex-campeão nacional de ralis não estará presente no Rali de Portugal, revelando que agora “vamos entrar na fase de asfalto do campeonato norte, e se tiver mais apoios posso fazer ainda mais uma ou outra prova do campeonato nacional”.

A próxima prova do Campeonato de Portugal de Ralis é o Rali de Portugal de 20 a 23 de maio, mas apenas a 1.ª etapa do rali é pontuável para o CPR.

 

Hélder Quintela