Tâmega e Sousa com mais 4.809 pessoas desempregadas num ano

Lusa

O desemprego na região do Tâmega e Sousa registou mais 4.809 pessoas desempregadas num ano, segundo números do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

 

O número de pessoas sem trabalho entre novembro de 2019 e novembro de 2020 aumentos em todos os concelhos da região.

O maior aumento no número de pessoas desempregadas ocorreu no concelho de Felgueiras, com mais 894 num ano. Segue-se Paredes com mais 700 pessoas e Penafiel com mais 606 pessoas desempregadas em 12 meses.

O concelho de Amarante registou mais 412 pessoas desempregadas num ano, Baião mais 183, Castelo de Paiva mais 181, Celorico de Basto mais 123, Cinfães com mais 294, Lousada com mais 333, Marco de Canaveses com mais 575, Paços de Ferreira com mais 485 e Resende com mais 23.

Segundo os dados oficiais consultados pelo Tâmegasousa.pt, há mais 1.871 homens desempregados num ano e mais 2.938 mulheres.

Há menos de um ano inscritos no centro de emprego estavam mais 2.863 pessoas em relação a novembro de 2019. Há mais de um ano no desemprego estavam mais 2.539 pessoas em relação a novembro de 2019.

Em novembro de 2020, procuravam o primeiro emprego mais 510 pessoas que no mesmo período de 2019 e procuravam novo emprego mais 4.299 pessoas que em novembro de 2019.

Por grupo etário, num ano estavam mais 1.821 pessoas desempregadas entre os 35 e os 54 anos e mais 1.074 com 55 ou mais anos.

No conjunto dos 12 municípios da região, em novembro de 2020, estavam 2.189 pessoas desempregadas com licenciatura e 3.119 com menos de 25 anos.