Treinador do Felgueiras garante “muito respeito” pelo Câmara de Lobos (C/ÁUDIO)

O treinador do FC Felgueiras, Bruno China, considera que o jogo de sábado, com o Câmara de Lobos, a contar para a 1ª eliminatória da Taça de Portugal, será “complicado” e de “resultado imprevisível”.

 

A formação azul grená, a militar na Liga 3, parte para esta eliminatória com alguma dose de favoritismo, tendo em conta que joga em casa e vai defrontar um opositor de um escalão inferior.

Bruno China reconhece que o FC Felgueiras tem “capacidade” para ultrapassar o adversário do Campeonato de Portugal (CdP), mas adverte que os jogos de taça são sempre de “resultado imprevisível”.

“Este é um jogo com uma carga diferente. Os jogos do campeonato valem três pontos, aqui são a eliminar, basta cometermos um erro e ficamos fora da prova. São jogos imprevisíveis, vamos encontrar uma equipa com valor e o primeiro passo para conseguir vencer é respeitar o adversário. Teremos muito respeito pelo Câmara de Lobos e assim ficaremos muito mais perto de vencer o jogo”, salientou em declarações ao canal do clube.

 

 

O FC Felgueiras – Câmara de Lobos está agendado para as 15:00 de sábado, no Estádio Municipal Dr. Machado de Matos.

Mais tarde, às 17:00, entram em campo outras equipas da região, com destaque para a reedição do dérbi entre Vila Meã e Amarante, que já não se realizava há dez anos.

O União de Paredes (CdP) vai deslocar-se até Vila Nova de Gaia para defrontar o Pedroso, clube que milita na Divisão de Elite e que, na época passada, conquistou a Taça da Associação de Futebol do Porto (AFP).

O CD Cinfães, a militar no principal escalão da associação de Viseu, também jogará fora de portas, perante um adversário do mesmo campeonato, no caso, o Moimenta da Beira.

O FC Alpendorada ficou isento de disputar esta eliminatória, apurando-se assim diretamente para a segunda ronda, que já contará com a presença das formações da II Liga.