Varziela escolhe Tiago Moreira para retirar clube do fundo da tabela (C/ÁUDIO)

Tiago Moreira é o novo timoneiro do Varziela, antepenúltimo classificado da série 2 da 1ª Divisão da Associação de Futebol do Porto (AFP). O treinador, de 54 anos, foi o escolhido para suceder a Filipe Coimbra no comando técnico do emblema do concelho de Felgueiras.

 

Tiago Moreira regressa ao ativo, após ter deixado o Caíde de Rei, da Divisão de Honra, no início da temporada, devido aos maus resultados. Terá como missão retirar o Varziela da zona de descida em que se encontra, e devolvê-lo aos lugares cimeiros da tabela.

O presidente do clube felgueirense, José Ricardo Silva, justifica a opção em Tiago Moreira por se tratar “de um treinador experiente, conhecedor do campeonato e que noutros clubes, em situações semelhantes à do Varziela, conseguiu solucionar o problema”.

 

 

“Pensámos logo nele, entramos em contacto e o entendimento entre as partes foi simples e rápido. Havia interesse da nossa parte, houve interesse do treinador em vir para um clube como o nosso, e quando assim é as coisas tornam-se mais fáceis”, revelou.

O Varziela está a realizar um campeonato aquém das expetativas. Apontado como um dos candidatos à subida de divisão, a realidade é que está, nesta altura, em lugar de despromoção, com 11 pontos somados, em 11 jogos, a dois de distância da linha d’água.

José Ricardo Silva explica que o novo técnico tem como como missão inicial retirar o clube da zona aflitiva da tabela e só posteriormente poderá ser equacionado o relançar de uma candidatura à promoção.

“Neste momento, o primeiro objetivo é tirar a equipa de onde está, porque custa-nos muito estar onde estamos. Depois disso, ao longo do tempo vamos reformular objetivos, mas a ideia é ganhar sempre e irmos o mais longe possível. Honestamente, não penso muito em lutar pela subida, mas o que é certo que é estamos a uma distância de 7 ou 8 pontos do segundo lugar”, afirmou.

 

 

O presidente do Varziela reconhece que não esperava um arranque de época tão negativo, mas justifica o atual cenário com “vários fatores” que empurraram a equipa para os lugares mais baixos da pauta classificativa.

“Tivemos casos de covid, tanto treinamos em pelado como em sintético, depois as arbitragens, que eu não gosto de focar muito, mas houve uma fase que foi muito incisiva contra nós. Foram vários os fatores, mas que não desculpabilizam a situação em que estamos. Temos é que dar a volta, saber lidar com esta situação e responder, que é aquilo que vamos fazer no futuro”, assegura.

 

 

A contratação de Tiago Moreira não implica o reforço do plantel, mas José Ricardo Silva admite que se o treinador assim “o desejar”, a direção do Varziela tentará corresponder com o que o for solicitado pelo técnico, mas sempre “dentro das possibilidades do clube”.

 

 

A estreia de Tiago Moreira ao leme do Varziela ainda não tem data definida. As provas da AF Porto estão suspensas até final do mês, devido ao novo período de confinamento geral, decretado pelo Governo.

O técnico, de 54 anos, conta ainda com passagens por Caíde de Rei, Penafiel B, Sobrado, Aparecida e Alpendorada.