VÍDEO: Campanha das vindimas em Felgueiras com subida de 20% face a 2020

A campanha de vindimas na Cooperativa de Felgueiras atingiu os oito milhões de quilos fechando com mais cerca de 20% de produção em relação a 2020, disse hoje à Lusa Casimiro Alves, presidente da instituição.

 

“Foi um ano bastante positivo, fechámos a campanha com mais cerca de 20% de produção”, referiu, observando que a cooperativa e os sócios estimavam inicialmente uma produção inferior à de 2020.

“Fomos surpreendidos”, anotou, destacando que “as formas de produção mais tradicionais tiveram bastante vinho”.

Casimiro Alves adiantou que “o grau é um pouco mais baixo do que no ano anterior, mas o perfil dos vinhos está bastante bom”. Por isso, disse, a cooperativa “irá fazer uma retificação na retribuição aos produtores para colmatar a deficiência no grau”.

 

 

A Cooperativa de Felgueiras, uma das maiores da região dos vinhos verdes, terá em stock seis milhões de litros de vinho desta campanha, mas Casimiro Alves previu que “o escoamento está assegurado”.

“Os stocks estavam num nível bastante baixo. As vendas estão consolidadas e fortes”, referiu, admitindo até que “poderá haver alguma escassez de vinho, o que resultará na subida do preço a nível nacional e internacional”.

Parte da produção de vinho da Cooperativa de Felgueiras tem como destino os mercados da Rússia, Estados Unidos, Brasil, Japão, Ucrânia, França e Alemanha.

O presidente da instituição realçou o “crescente mercado externo” nas vendas de vinho, reafirmando que “o mercado interno está estável”.

“Estamos a aumentar as vendas de vinho branco, tivemos menos vendas em 2020 no rosé, tinto e espadeiro, por não termos quantidade, mas deverá haver aumento nas exportações”, previu.

Em termos de exportação, Casimiro Alves estima um crescimento de 10%, representando as receitas com cerca de 30% da faturação atribuída às vendas de vinho.