VÍDEO: Museu do Rali retrata a “paixão de Fafe pelos ralis”

FOTO: Armindo Mendes

Em Fafe, município que é considerado uma das catedrais mundiais dos ralis, existe desde 2021 o Museu do Rali que recria a história dos ralis, contemplando carros, pilotos, navegadores, equipas e preparadores.

 

A história dos ralis a nível local, nacional e mundial está representada desde 2021 neste Museu do Rali, um espaço único, dinamizado pelo Clube Automóvel de Fafe e que conta com um protocolo de parceria com a Câmara Municipal.

Segundo José Pereira um dos obreiros deste museu em declarações no programa “À Conversa com…” do TâmegaSousa.pt, “este é um museu vivo, onde temos sempre uma história para os nossos visitantes e onde estão expostos carros que estavam guardados e escondidos do público”.

No espaço do Museu do Rali, que vai renovando a “frota” de carros expostos porque todos estão em condições de circular e muitos deles participam regularmente em provas, é possível apreciar carros de diferentes gerações e tecnologias, como por exemplo o Mini Cooper S, o Alpine A110, o Lancia Delta de Carlos Bica e o Deltona do seu irmão Jorge Bica, o Ford Sierra de Joaquim Santos na equipa Diabolique, o mais recente Ford Escort RS Cosworth de e assinado por Milki Biasion.

Este é um novo ponto de interesse em Fafe, um município onde a paixão pelos ralis tem muitos anos, e que segundo Hugo Magalhães, experiente navegador de ralis com uma carreira internacional, em Fafe “quando damos conta já estamos apaixonados pelos ralis”

O Museu do Rali está instalado no Edifício Grupo Nun’Àlvares e pode ser visitado de terça a sexta entre as 15h00 e as 18h00 e ao fim de semana entre as 15h00 e as 19h00.